fbpx
Embalagem para mudança

Embalagem para mudança: Tudo o que você precisa saber

Frequentemente, a embalagem para mudança é um dos momentos mais esperados e temidos na hora de se mudar. Como embalar móveis, roupas, artigos de decoração, o que fazer com a comida da geladeira. Pensando nisso, preparamos este guia completo de como se preparar na hora de ir para a casa nova. 

Neste guia você vai ver:

  • Por onde começar 
  • Como embalar móveis
  • Como embalar vidros e espelhos
  • O que fazer com a comida da geladeira 
  • Dicas para transportar corretamente roupas

Embalagem para mudança: Por onde começar

Antes de mais nada, o primeiro passo é definir exatamente o que você irá levar para a casa nova. Este é um passo importante e irá te ajudar a definir quais embalagens e a quantidade necessária para sua mudança.

Definitivamente, a melhor forma de organizar o inventário é registrando tudo em uma planilha, você pode fazer o download do nosso Inventário para mudança gratuito.

Dessa forma, além de ter uma lista completa, este controle também irá te ajudar na hora de solicitar um orçamento para o transporte ou até mesmo no momento de solicitar o serviço completo oferecido por empresas de mudança, o qual contempla também a própria embalagem entre outras vantagens. 

Veja também nosso conteúdo sobre como contratar uma empresa de mudança.

Finalmente, se a ideia é fazer a embalagem por conta própria e economizar um pouco mais na sua mudança, fique tranquilo que este conteúdo irá te ajudar.

Tipos de embalagem para mudança

De antemão, cada item na sua residência precisa ser embalado com um determinado tipo de embalagem para a mudança.  São inúmeras as opções usadas no mercado, porém para facilitar, separamos 3, que consideramos mais eficientes, possuem um melhor custo benefício e são fáceis de utilizar. 

Plástico Bolha

Em síntese, esse é o querido de toda boa empresa de mudança. O plástico bolha oferece uma proteção resistente, reduz impacto, protege contra arranhões e isola de odores e líquidos que podem vazar durante o transporte.

O recomendado é utilizar esta embalagem para mudança em móveis, sofás, camas, eletrodomésticos, vidros e espelhos. Mais para frente falaremos melhor sobre como embalar cada um destes itens. 

Em síntese, o plástico bolha possui diferentes modelos e o mais recomendado é o que apresenta bolhas grandes (maiores que as tradicionais que estamos acostumados) e um plástico resistente difícil de romper. Você pode fazer o teste tentando rasgar um pedaço, se conseguir facilmente, este não é o modelo recomendado para sua mudança. Dessa forma, os plásticos mais adequados normalmente precisam do auxílio de um estilete para serem rasgados. 

Em suma, esta embalagem para mudança é vendida normalmente em rolos de 30, 50 e 100 metros e podem ser encontrado em empresas de embalagens ou diretamente com empresas de mudança.

Caixas de papelão

Por outro lado, as caixas irão te ajudar a armazenar basicamente todos os seus pertences pequenos, artigos de decoração, utensílios de cozinha, roupas, livros e uma infinidade de outras coisas. 

No mercado existem diversas opções de tamanho. Dessa forma, o ideal é comprar variadas, com um maior número de caixas médias (30X30X40).  Certifique-se que as caixas sejam resistentes e no momento de embalar, confira sempre se o fundo da caixa não está sendo forçado, o que poderia fazer com que ela se abra e tudo se caia durante o transporte. 

Entretanto, fique atento no momento de empilhar as caixas! Coloque por baixo as mais pesadas e se na pilha alguma caixa começar a amassar as laterais, retire na hora as caixas que estão acima delas e as coloque em novas pilhas. 
Lembre-se também de fechar bem todas as caixas com fita adesiva.

Equipe Doutor Frete preparando embalagem para mudança.

Cartolina ou papelão redutor de impacto

A primeira vista, este tipo de embalagem nem sempre é utilizada e pode parecer pouco funcional. Porém ela pode ser uma excelente aliada para proteger quinas de móveis, vidros, frentes de televisão e outros eletrodomésticos

Esta embalagem é basicamente um papelão grosso, com ondulações que reduzem o impacto e evitam arranhões. Normalmente são vendidos por empresas de embalagens para mudança ou diretamente com empresas de mudança. Você irá encontrar sempre em rolos de 30 metros, e deve ser usado junto do plástico bolha. 

De antemão, saiba que o rolo é bem pesado e você precisará da ajuda de mais uma pessoa para carregar.  Entretanto, se sua mudança possui poucos itens, não preocupe em comprar essa embalagem, concentre-se apenas em utilizar mais plástico bolha nos móveis delicados e em vidros e espelhos.

Fita adesiva, estilete, caneta para cd e tesoura

Estes não são bem materiais de embalagem, porém serão extremamente importantes para auxiliar durante o processo de embalagem.  Logo, compre tudo com antecedência, a falta destes pode atrasar sua mudança ou comprometer a sua embalagem.
A seguir, vamos falar sobre a quantidade necessária de cada um destes itens e como realizar cada embalagem para mudança.

Como calcular a quantidade necessária de embalagem para mudança

Posteriormente, após ter feito a lista e conhecer mais sobre cada tipo de embalagem para mudança, defina a quantidade necessária para sua mudança residencial. Para calcular, será necessário ter como base a quantidade de móveis e pertences. 

Como exemplo, vamos ver a lista de pertences de um apartamento tradicional de dois quartos, para um um casal com filho:

Quadro descritivo da quantidade necessária de embalagem para mudança

Para estes pertences, seriam necessários a seguinte quantidade de embalagens para mudança:

  • 2 rolos de plástico bolha de 100 metros
  • 100 caixas de papelão (50 médias, 25 pequenas e 25 grandes) 
  • 1 rolo de 30 metros de cartolina redutora de impacto
  • 16 rolos de fita adesiva
  • Caneta para escrever em CD
  • Tesoura
  • Estilete

Entretanto, é muito importante estar atento que a quantidade de embalagem varia muito de mudança para mudança.  Estes valores são aproximados e vão variar para cada situação.

Caso você tenha muitas roupas, artigos de decoração e utensílios de cozinha serão necessárias mais caixas, porém se você tiver mais eletrodomésticos ou móveis muito grandes e delicados, precisará de mais plástico bolha. 

Não compre tudo de uma vez, a ideia é que você embale aos poucos os pertences e assim poderá ter uma noção melhor da quantidade e claro não terminar o dia exausto. 

Outra opção é buscar empresas que oferecem opção de devolução, caso não sejam gastos todo o material.  Esta não é uma opção muito comum, porém alguns negócios possuem esta vantagem.  

Você poderá também contratar uma empresa de mudança, eles irão realizar todas estas etapas, uma embalagem profissional e você não irá precisar se preocupar com nada

Caso queira fazer um orçamento online sem custo e ainda garantir um desconto de 10% para sua mudança residencial, basta clicar aqui.

Como embalar móveis e eletrodomésticos

Prepare o móvel para a embalagem

Primeiramente, você deve é verificar se o móvel deve ser desmontado. Guarda-roupas, estantes e determinadas mesas não resistem ao transporte quando realizado sem desmontar. Dessa forma, além de economizar espaço no caminhão, você garante que ele chegará inteiro. Normalmente as empresas de mudança oferecem este serviço incluído no orçamento, porém confira sempre. 

Retire também sempre os vidros e espelhos. Estes devem ser embalados com plástico bolha e cartolina.

Além disso, é muito importante que você prenda com uma fita adesiva ou um pedaço de barbante, portas e gavetas. Ao movimentar o móvel elas poderão se abrir, quebrar ou até mesmo machucar quem está realizando o transporte. 

Proteja as quinas

Resumidamente, uma mudança implica no transporte dos móveis e eletrodomésticos por corredores da sua casa e edifício até chegarem no caminhão e depois na sua nova residência. Ao longo deste deslocamento, imprevistos podem acontecer e você pode acabar batendo a quina em alguma parede. Como o impacto se concentra nesta extremidade, o dano será bem visível e no caso de vidros, pode até mesmo quebrar toda a peça. 

Para evitar, coloque o vidro ou o móvel em uma superfície plana.  Primeiro dobre a cartolina de papelão protegendo a quina e logo depois passe duas a três voltas de plástico bolha. É preciso também reforçar com fita adesiva para que a proteção não se solte durante o transporte. 

Embalagem para mudança com proteção de quina de móveis

Portas de eletrodomésticos e frente de TV

Antes de mais nada, o cuidado com estas áreas dos seus pertences devem ser igual a de quina de vidros e móveis.  Nem sempre o plástico bolha será o suficiente para evitar algum dano após uma queda ou um imprevisto durante o transporte. 

Primeiramente, coloque na frente de geladeiras, fogões, adegas e na parte superior da máquina de lavar,  uma camada cartolina específica para transporte. Se você não tiver, corte uma caixa de papelão para mudança e faça uma camada grossa protetora. Passe o plástico bolha e depois prenda tudo com algumas voltas de fita.

Atenção, não se esqueça de escrever ou colar um adesivo de frágil na frente do item.

Colchões e sofás

Assim como, os demais cuidados com móveis, estes itens devem ser embalados com cuidado. Para colchões, proteja toda a base do colchão (lado o qual ele ficará apoiado no chão) com cartolina ou papelão. O restante, assim como os sofás, devem ser envolvidos por quatro camadas em média de plástico bolha.  Dessa forma, além de proteger contra rasgos, irá isolar de sujeiras e poeiras durante o transporte.

Muito importante, não economize em embalagem, um pequeno rasgo no seu sofá ou colchão poderá custar muito mais. 

Vidros e espelhos

Definitivamente, esta é a preocupação da maioria de pessoas na hora de pensar em embalagens para mudança, entretanto, não se preocupe! Dessa forma com os corretos materiais e um cuidado a mais, os vidros e espelhos da sua mudança estarão muito seguros durante o transporte.

A principal dica é: Atenção redobrada as quinas.

Em síntese, o centro do vidro e espelho dificilmente quebram, porém as quinas são muito frágeis. Passe uma camada de cartolina ondulada para mudança ou faça uma quina de papelão bem grossa. 

Primeiramente, antes de passar o plástico bolha, prenda as quinas com bastante fita adesiva e certifique-se que elas não se soltam. É necessário que, quando apoiado no chão, a peça fique uma distância de pelo menos dois dedos, apoiadas pelas quinas com papelão.
Após fazer a proteção de papelão, envolva as laterais com camadas de plástico bolha. Mais uma vez a dica mais importante desta etapa é: não economize com embalagem.

Embalagem para mudança, proteção para vidros

Utensílios de cozinha de vidro

Pratos, copos, jarras e qualquer outro itens de vidro, sejam eles utensílios de cozinha ou artigos de decoração devem ser muito bem embalado. 

Primeiramente, selecione uma boa caixa de papelão e que aguente o peso dos itens. Feito isso, forre o fundo da caixa com plastico bolha. o Ideal é cortar o plástico bolha no dobro do tamanho do fundo da caixa, assim você poderá dobrá-lo ao meio e fazer uma espécie de almofada. 

O próximo passo é envolver cada item separadamente em papelão, jornal ou plástico bolha. Isso evitará o contato direto entre eles, o que pode ocasionar uma possível quebra.  

Do mesmo modo, repita o procedimento feito no fundo da caixa e coloque mais uma camada de plástico bolha por cima fechado a caixa. 
Em conclusão, não se esqueça de sinalizar a caixa como frágil e escrever a lista de itens que estão dentro.

Embalagem para mudança usada para proteção de copos de vidro

Roupas pessoais e roupas de cama

As empresas de mudança possuem cabideiro específicos para o transporte de roupas. Este método facilita a retirada das roupas do guarda-roupa, seu transporte e a recolocação no armário na casa nova.

Sem dúvidas,  este é o método mais recomendado, já que não amassa a roupa e evita seu contato direto com o restante da mudança, mantendo ela limpa e livre de poeiras e possíveis odores.

Cabideiros de roupa para uso exclusivo como embalagem para mudança

Entretanto, nem sempre temos um cabideiro próprio para mudança disponível, não é mesmo? 

Dessa forma, separamos outras boas sugestões para você:

Embalagens a vácuo

Como opção, você pode optar em colocar todas as suas roupas, roupas de cama, cozinha e banho dentro de sacos a vácuo. Apesar de amassar suas roupas, ele irá deixar a sua mudança mais compacta e igualmente isolada de sujeiras e odores durante o transporte. 

Sacolas e caixas de papelão

Por outro lado, você poderá também colocar todas as roupas dentro de sacolas e posteriormente dentro das caixas de papelão. Assim, as sacolas irão ajudar a manter a roupa limpa e as caixas irão contribuir para que as sacolas não se rasguem durante o transporte.  Do mesmo modo, aproveite também suas malas de viagem. Definitivamente, essa é a opção mais econômica e pode ser muito útil na hora da sua mudança residencial.

O que fazer com a comida da geladeira

Definitivamente, a comida na geladeira é uma dúvida o qual grande parte das pessoas possuem na hora de se mudar, já que as empresas de mudança normalmente recomendam desligar a geladeira entre 4 e 8 horas antes do transporte. 

Isso acontece pois o freezer e até mesmo os alimentos congelados podem soltar água e molhar os demais itens da sua mudança.  Tendo em consideração esta possibilidade, o melhor  a se fazer é retirar tudo da sua geladeira.

Dessa forma, se for uma mudança residencial longa para outro estado por exemplo, recomenda-se planejar para que no dia do transporte você não tenha mais comida na geladeira.  Caso não seja possível, doe para conhecidos ou amigos o restante. 

Entretanto, se a mudança for curta, você poderá armazenar esses alimentos em caixas térmicas e levar para sua nova residência. Porém, lembre-se que a geladeira após o transporte, só deverá ser ligada após 4 ou 5 horas, isto evita acidentes  e danos causados pelo gás de refrigeração que elas possuem. 
Frequentemente, alimentos com datas de vencimento próximas ou os quais você sabe que já não irá consumir, devem ser jogados no lixo. Além disso, sua geladeira também deve estar limpa para garantir que bactérias não se proliferem, já que estará fora da temperatura de funcionamento ou com uma temperatura diferente da habitual.

Como descartar a embalagem para mudança após o serviço

Após a sua mudança, uma coisa sempre é certa: você terá uma pilha de resíduos, resto de plástico bolha e caixas de papelão.  Assim, além do incômodo na sua casa nova, estas embalagens podem causar um terrível dano ao meio ambiente quando descartadas de maneira incorreta. 

Em conclusão, muitas empresas de mudança se responsabilizam pela coleta do material e seu correto descarte. O Doutor Frete por exemplo recolhe todo os itens e doa para cooperativas de catadores de papel e plástico. Além de garantir a reciclagem, contribui para a renda dessas famílias. 

Por outro lado, caso você não esteja realizando sua mudança com uma empresa, preparamos dicas para descartar embalagens de mudança de maneira sustentável e econômica.

Finalmente, espero que esse conteúdo tenha te ajudado e caso tenha ficado alguma dúvida sobre mudanças residenciais, comerciais ou fretes, confira no nosso blog ou entre em contato com nossa equipe de atendimento!

Solicitar orçamento mudança residencialPowered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Faça parte da comunidade Doutor Frete e receba dicas sobre mudança, embalagens e decoração para sua casa.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.